quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

PALAVRAS


Saulo Henrique Souza Silva



As palavras escaparam logo cedo
Titubeantes como um ébrio fugitivo
Cuja liberdade tanto ausente vacila,
Mas são sinceras como um íntimo amigo.
E os versos que constroem são porta-vozes
De sentimentos vivos, porém escondidos...
Que vêm do centro deste enorme turbilhão
De paixões que minh'alma traz consigo!

Nenhum comentário: