quarta-feira, 11 de setembro de 2013

UM BRINDE À HIPOCRISIA


Por Saulo Henrique Souza Silva




Tu és puta, vadia, traidora...
Mas é a vizinha quem não presta
A tal rameira, a rapariga interesseira,
Que vive misturada a gatos e cachorros.

A toda hora tu estás de olho na janela...
Mas só outras são do partido da fofoca
Pois, sóis tão pura, honesta e correta
Que jamais se prestaria a tais comportamentos.    

Afinal, és sempre imparcial teu julgamento
E todos mentem e agem na desmesura,
Conforme for conveniente a seu entendimento.

E no ínterim desse teu meticuloso inquérito,
Quando pensas estar nos velando sua essência,
                                 Esqueces que hipocrisia é o exaltar do próprio mérito!



Nenhum comentário: