quinta-feira, 25 de abril de 2013

DEVANEIOS ESTÓICOS




Por, Saulo Henrique Souza Silva



Morte de Sêneca de: Cristoforo Savolini (1639-1677).



Como já afirmava o grande escritor romano:
— “A vida, se souberes viver, é longa”.
Se seguíssemos efetivamente o dito de Sêneca
Saberíamos quão certa insanidade leva à inércia,
E conduz, infalível, ao desperdiço da existência.
Assim, a arte continuará sendo bastante longa,
Mas a vida, abreviada, não produzirá nenhuma arte:
Hipócrates estava bem correto nessa orientação!
Haja vista que, passar-se-á o tempo sem gozar a vida,
Deixada de lado por ocupações frívolas e adiáforas,
Assim, anulamos a nós mesmo, inexoravelmente!
E a esperada oportunidade, renitentemente passageira,
Abandonar-nos-á sem espera que dela tomemos consciência.
Pois, se preferirmos permanecer na experiência enganosa,
Entorpecidos, tornamos o julgamento cada vez mais difícil!
Mas, como nos ensina Sófocles, em sua mais bela tragédia:
— “De tantas maravilhas, mais maravilhoso de todas é o homem”,
Por isso, apenas em nossas mãos jazem o sentido da existência,
O que então argumentar diante de pensamentos tão profundos?
Mais certo sobre isso seria seguir o conselho de Rainer Rilke:
— “Quando fala alguém grandioso, os pequenos têm de se calar”!



Nenhum comentário: