quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

O HOMEM. A SOCIEDADE DE HOMENS

 Frontispício do Leviatã de Thomas Hobbes, 1651,



Somos a unidade dialética;

Há a guerra em nós mesmos.

Mas, também, somos seres gregários,

Vivemos em sociedade, criamos Estados.

O homem é o resultado do conflito que lhe é interior,

A síntese entre a guerra das paixões internas.

O Estado é o que resulta da disputa entre os homens,

A síntese que regula a guerra das vontades em choque!

A primeira síntese é obra da natureza;

A segunda é arte humana.

Como ser natural o homem é determinado:

Biologicamente, geograficamente e culturalmente.

Como obra humana, a sociedade é determinada pelo homem,

Sua liberdade de ação torna possível o desenrolar da história.

O indivíduo é o resultado do conflito interno,

Cego, às vezes incontrolável.

O Estado é o resultado racional da guerra entre os homens,

O acordo entre as vontades de um e de outro!


(Por, Saulo Henrique Souza Silva)

Nenhum comentário: