domingo, 10 de julho de 2011

SIMULACRO


Tu que dissimulas os atos
Por acaso conhece o Outro?
Sabes tu com quem trava teus tratos,
Ou apenas te preocupas com seu riso maroto?

Sabes tu que eu também simulo
Quando te olho, quando contigo falo?
Será que me vês realmente ou teu olhar é nulo?
Deixo a resposta a ti, por enquanto calo!

Calar, contudo, é apenas o meio e não o fim
Enquanto tu pensas que engana, sou quem engana a ti.
Por isso sorri como Maquiavel ao redigir o Príncipe.
Assim rindo te descubro, mas você não conhece a mim!

(Por, Saulo Henrique Souza Silva)

Nenhum comentário: